• COVID-19

    A pandemia de coronavírus (Covid-19) é o maior obstáculo na área da saúde no século XXI. Desde a Gripe Espanhola, há mais de 100 anos, o mundo científico e os profissionais ligados aos cuidados com vidas humanas não eram tão desafiados por uma doença viral. No mundo todo, finalizado o mês de março, já foram contabilizados mais de 863 mil infectados e, aproximadamente, 42 mil óbitos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, até o dia 31 de março, foram 5.717 casos confirmados e 201 mortes, segundo o Ministério da Saúde. Em Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT) confirmou 25 casos, sem mortes, até o encerramento de março. Em razão disso, os cuidados com higiene pessoal, limpeza da casa e o isolamento horizontal são as recomendações para se evitar contaminação em grande escala, colapsando os sistemas de saúde.

    Mas nós não podemos parar. Por isso, em março, criamos um Comitê de Crise para fazer a gestão dos recursos e das operações neste momento tão delicado. Composto por gestores técnicos e administrativos, nos reunimos diariamente para analisar as medidas necessárias para a preservação dos nossos pacientes e da segurança da nossa equipe. Nos dias 19 e 20 de março, realizamos uma capacitação com colaboradores e terceirizados para tratar das informações verídicas sobre a Covid-19 e sobre a paramentação da equipe de saúde.

    É fato que precisamos nos preocupar com os nossos pacientes em home care. Por se tratarem de pessoas classificadas como grupo de risco e considerando que muitos se enquadram em situação de vulnerabilidade, a preservação do isolamento deles é fundamental neste momento. Portanto, reduzir a exposição a riscos e mantê-los estáveis em casa é, mais do que nunca, a nossa missão.

    Devemos nos preocupar também com a manutenção da saúde da nossa equipe da linha de frente. Aqui, nos referimos desde a atendente, que recebe os chamados, até o motorista socorrista, que conduz a equipe até o atendimento. Por isso, estamos em constante atualização de protocolos técnicos que garantam condições para o exercício de suas atividades com segurança.

    Todo momento de crise mobiliza a sociedade a novas práticas e costumes, mais adequados aos desafios que são impostos. A pandemia é um problema concreto, que exige esforço conjugado para se precaver da infecção, testar o maior número possível de pessoas e tratá-las conforme os protocolos de segurança, evitando mortes. Por isso, a Help Vida trabalha para que Mato Grosso enfrente com altivez a Covid-19 e faz votos para que todos nós possamos encarar a tormenta e sair dela ainda mais fortes e unidos.

    Notícias:

    Leave a reply →

Leave a reply

Cancel reply

Photostream